quinta-feira, 28 de abril de 2011

MARATONA DA CORAGEM EM CRISTO (Participe)

Então Jesus e seus discípulos partiram para as aldeias de Cesáreia de Filipe; e no caminho, perguntou lhes: Quem dizem os homens que sou? Mc 8: 27

Louvamos ao Senhor pela sua infinita misericordia para conosco e lhe damos gloria pelo seu grande amor.
Sabemos que não há como retribuir ao Senhor Jesus tudo o que Ele fez por nós e ainda esta fazendo, mesmo sendo nós ainda tão impuro e tão religioso e muito mais ignorantes com respeito a sua vontade.
Tudo o que fizermos em beneficio do corpo de Cristo (Igreja) será contado como uma folha em uma floresta, mais diante de tão grande amor, não podemos ficar parado e nem quieto a tanto encargo que o Senhor nos tem dado pela sua palavra.
Vejamos: a pregação do evangelho, o cuidado para com os irmãos, o desfrute da palavra, o serviço aos santos são alguns dos itens que precisam ser levado á  frente por nós membros de seu corpo. 
Diante desse novo desafio os irmãos de Parintins pedem a oração dos demais santos de todos o lugares  para uma caravana de quatro (4) viagens para obra do Senhor em algumas comunidades (Vilas)  próximas a Parintins.
1ª Comunidade do Quebrinha na Vila Amazônia (recanto do gavião real)
Data 14 e 15/ 05/ 11. Todos os irmãos que estiverem disponível na data poderão ir
Obs a reunião da Ceia será na Vila dia 15 de Maio

2ª  Comunidade  Santa Rita (Valeria) terra das montanhas.
Data 16/ 07/ 11 
Palestras na Escola Santa Rita com café da manhã com os comunitários, a programação será de 7:00 as 12:00 hs
3ª Comunidade São Paulo (Valéria) Terra da Serra de Parintins e do Juma (mito local)

Data: 16 e 17/ 07/ 11 
Palestras, evangelismo e Jantar  com os comunitários a programação será de 13:00 h até as 22:00 hs e pela parte da manhã do dia 17 escalada a famosa Serra do Juma com os comunitários e irmãos.

4ª Comunidade  Bete Semes (Valeria) terra 100% Evangelica

Data 17/07/11 
Palestras e e distribuição ofertas e donativos para os santos que residem ali naquela comunidade, a reunião da Ceia será na comunidade do Bete Semes.

Meus amados irmãos diante desse desafio encorajador só posso rogar ao Senhor que nos abençoe grandiosamente. 

Para esse evento ocorrer com mais tranquilidade gostaríamos de pedir dos irmãos amados que estiverem vendo essa matéria nesse Blog de Parintins que possam colaborar conosco para essas 4 viagem que vai contar com certeza com mais 80% dos irmãos incluídos nelas, e todos nós sabemos que existem despesas como passagens de barco, alimentação, e ate mesmo o suprimentos para onde iremos que com certeza são de condições precárias. Caso algum dos amados irmãos tenham o sentimento de ofertar para esse fim,  temos uma conta no Bradesco cedido para os irmãos no nome do irmão Hemnio de Souza Modesto que reúne a mais de 14 anos na Igreja. No término dessas viagens será repassado para o email dos irmãos as prestações de contas das 4 viagens 

 CC                                               AG
10161   3                                    3703   6

HEMNIO DE SOUZA MODESTO

Fone para contato:  092  92461394 Vivo   e   092   82151818 Tim   irmão Hemnio

Na graça do Senhor 
Irmãos em Parintins
 

segunda-feira, 25 de abril de 2011

LIBERDADE TEM PREÇO!!!

VIVA O NOSSO SENHOR JESUS
ELE É MARAVILHOSO JESUS CRISTO
A RELIGIÃO MATA MAIS CRISTO É VIDA
QUEM TEM SEDE VEM E BEBA E COMA
AGORA É SÓ ALEGRIA JESUS É O SENHOR
VAMOS PRA FRENTE E AVANTE

A GUERRA CONTINUA E O SENHOR É VENCEDOR SOBRE TODAS AS COISAS

VIVENDO UM EVANGELHO SIMPLES ( São Gonçalo RJ)

Procuramos nos reunir apenas no nome do Senhor Jesus, onde Ele é o centro das reuniões e de todo o nosso viver. O Espírito Santo está falando ao coração de muitos e convencendo pessoas sobre viver a vida da igreja de uma maneira simples e pura, baseada em um caminhar na dependência do Espírito Santo e em relacionamentos de amor e serviço com outros irmãos que têm tido a mesma visão. 


CHAMADOS PARA FORA DO SISTEMA
No mundo inteiro Deus tem chamado pessoas para saírem dos sistemas religiosos que são controladores da fé dos irmãos e manipuladores dos sentimentos e da alma dos que tem sede de Deus. O Senhor Jesus está fazendo isto porque quer que seu povo o sirva com liberdade no Espírito; Ele quer que nós o conheçamos de fato e intimamente e que caminhemos em sua graça, livres de todo tipo de religiosidade e leis humanas que servem apenas para desviar as pessoas Dele.

REUNINDO EM SEUS LARES
Assim como nossos irmãos no passado, buscamos uma esfera de comunhão nos reunindo em nossas casas, onde o ambiente é propício para todos funcionarem e exercitarem seus dons. Cada irmão que tem no coração o desejo de servir ao Senhor Jesus pode hospedar a igreja em sua casa.

VENCENDO O MUNDO
O crente deve vencer o mundo visível e as coisas do mundo invisível também. O apóstolo escreve: “Amados, não deis crédito a qualquer espírito; antes provais os espíritos”. “Provar os espíritos” tem a ver com o mundo espiritual. “Mas posso fazer isso?”, você perguntará. Você pode, pelo menos, fazer a primeira coisa: não dar crédito a todo espírito. Você pode manter uma atitude de neutralidade em relação a todas as coisas do mundo espiritual até ter certeza de que elas são de Deus, em vez de manter-se aberto para tudo, por temer estar rejeitando o que possa ser de Deus. Quando Deus diz a você para duvidar, é preciso duvidar. Você tem ordem para duvidar até que tenha provado. Será que Deus vai ficar entristecido por isso?

“Porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo”. Esses espíritos são, então, os espíritos que falam e ensinam por meio dos homens, de acordo com 1 Tm 4:1-4.
Aquele que deve vencer precisa provar os espíritos hoje, até que provem ser de Deus; ele não deve crer em qualquer espírito que ensina pela boca dos homens, não importa quão bons sejam, sem provar a origem dos ensinamentos por sua postura para com o Senhor Jesus Cristo. (Jessie Penn-Lewis, A Cruz: O Caminho para o Reino)

Deus, o mesmo que fez o mundo e tudo o que nele há, sendo ele Senhor do céu e da terra, não habita em templos ou santuários feitos por mãos humanas. (Atos 7:48, 17:24) Mas Cristo, como Filho, sobre a sua própria casa; a qual casa somos nós, se tão somente conservarmos firme a confiança e a glória da esperança até o fim. (Hebreus 3:6)

Espiritualmente a Igreja de Deus é única, portanto não pode ser dividida; mas fisicamente seus membros se acham espalhados por toda a face da terra, portanto eles não tem possibilidade de viver em um único lugar. (A Vida Cristã Normal da Igreja , Watchman Nee)

JESUS É O SENHOR!

Site dos irmãos em São Gonçalo:
http://irmaosemsaogoncalo.com.br/

quinta-feira, 21 de abril de 2011

a Igreja é uma expressão do reino - Martin Loyd-Jones


Qual, é a relação da Igreja com o reino? Seguramente é esta: a Igreja é uma expressão do reino, mas não deve ser equiparada a ele. O reino de Deus é mais amplo e mais poderoso que a Igreja. Na Igreja, onde ela é verdadeiramente a Igreja, o senhorio de Cristo é reconhecido e confessado e Ele habita ali. Portanto, o reino está ali nesse sentido. E assim a Igreja é uma parte do reino, mas apenas uma parte. O reino de Deus é muito mais amplo do que a Igreja. Deus governa em regiões além da Igreja, em regiões onde Ele não é reconhecido, porquanto todas as coisas estão em Suas mãos e a história está em Suas mãos. Por isso a Igreja não é co-extensiva com o Reino.

Examinemos agora alguns dos termos que são usados. A palavra grega que se traduz para "igreja" é o termo ekklesia, e ekklesia significa "aqueles que são chamados", não necessaria­mente chamados do mundo, mas chamados da sociedade para alguma função ou propósito particular; são "chamados conjuntamente". Podemos traduzir ekklesia pela palavra "assembléia". Se vocês lerem o relato em Atos, capítulo 19, sobre a extraordinária reunião que se deu na cidade de Efeso, reunião que quase se transformou em motim, descobrirão que o secretário municipal da cidade a denominou de uma assembléia, uma ekklesia, pela qual ele quiz dizer que certo número de pessoas se reuniram conjuntamente. Da mesma forma, em seu discurso em Atos, capítulo 7, Estêvão refere-se a Moisés como estando "na igreja no deserto" (v.38). E assim os filhos de Israel eram uma igreja, um ajuntamento, uma assembléia do povo de Deus. Era a ekklesia, a igreja do Velho Testamento. Esse é o significado fundamental da palavra "igreja".

Ora, nossa palavra "igreja", e todos os termos e nomes cognatos, inclui um significado ligeiramente diferente. Usamos a palavra para significar que pertencemos ao Senhor. Nossa palavra "igreja" vem da palavra grega kurios, que significa "senhor" - tem a mesma derivação das palavras Imperador e César. E importante termos isso em mente, visto que devemos manter estes dois significados juntos: a Igreja consiste daqueles que pertencem ao Senhor, que se reúnem conjuntamente.

Avancemos, porém., mais um passo. Analisemos algumas afirmações que as Escrituras fazem sobre a Igreja., e que são realmente importantes. Na Bíblia., a palavra ekklesia, quando aplicada aos cristãos., geralmente se usa em referência a um local de reunião. A distinção que ora faço é quanto à diferença entre a Igreja considerada como uma idéia geral e a igreja considerada como idéia de localidade e particularidade. O termo que é quase invariavelmente usado nas Escrituras inclui este sentido de localidade. Por exemplo, em Romanos, capítulo 16, quando Paulo envia suas saudações a Áquila e Priscila, ele faz uma referência a "a igreja que está na casa deles" (v.5). Um grupo de cristãos se reunia na casa de Áquila e Priscila., e o apóstolo Paulo não hesita em chamar de igreja àquele local de reunião. Ele não está pensando em termos da idéia moderna ecumênica, segundo a qual a Igreja é o grande elemento.

Em seguida, Paulo também endereça sua Epístola, por exemplo, "à igreja de Deus que está em Corinto". Ele escreve a Epístola aos Gaiatas "às igrejas da Galácia" (Gál. 1:12), não "à Igreja da Galácia". Paulo não está pensando numa só unidade dividida em ramos locais, mas nas igrejas, um grupo dessas unidades, na Galácia. Esta é uma questão muitíssimo significativa e importante.

Ora, se vocês percorrerem as Escrituras, descobrirão ser esse o método apostólico comum de lidar com o tema. Temos, porém, que observar que há dois ou três exemplos em que a palavra "igreja" é usada em vez de "igrejas", e um deles é bastante interessante. Ele se encontra em Atos 9:31. Há certa diferença aqui entre a Authorised (King James) Version e a Revised Version. A Authorised Version tem a redação: "Então as igrejas tinham descanso por toda a Judéia, a Galiléia e a Samaria, e eram edificadas." A Revised Version, porém, traz o singular, "igreja", e esta é indubitavelmente a melhor tradução. Sim, mas mesmo assim devemos lembrar-nos que a referência é quase com toda certeza aos membros da igreja em Jerusalém que haviam sido espalhados por toda parte em decorrência da perseguição. Portanto é provável que Lucas não estivesse se referindo à idéia de "a Igreja" como diferente de "as igrejas", mas estivesse pensando numa só igreja dispersa por várias regiões e em paz. Entretanto, este não é um ponto vital. Além disso, lemos em 1 Coríntios 12:28: "E a uns pôs Deus na igreja, primeiramente apóstolos, e em segundo lugar profetas". Paulo não diz que Deus os pôs "nas igrejas", e, sim, "na igreja".

Há ainda outra forma na qual se usa o termo "igreja". Em certas passagens, como aquelas grandes passagens na Epístola aos Efésios, Paulo está obviamente pensando na Igreja como incluindo não só os que estão na terra, porém também os que estão no céu. No final do primeiro capítulo, ele diz: "E sujeitou todas as coisas debaixo dos seus pés, e para ser cabeça sobre todas as coisas o deu à igreja, que é o seu corpo, o complemento daquele que cumpre tudo em todas as coisas" (Ef. 1:22,23). Semelhantemente, em outra parte da Epístola, ele diz: "Para que agora a multiforme sabedoria de Deus seja manifestada, por meio da igreja, aos principados e potestades nas regiões celestiais" (3:10). E Paulo escreve a mesma coisa também em Efésios 5:23-32.
Até aqui, pois, vimos que, geralmente falando, o termo ekklesia é usado no plural, e os escritores estão obviamente pensando nas igrejas individuais; nuns poucos exemplos, porém, há uma concepção mais ampla em que se usa o termo "a Igreja".

E em seguida devemos analisar os vários quadros ou ilustrações que são usadas a fim de ensinar a doutrina concer­nente à Igreja, e há um bom número delas muito interessantes. A primeira é a analogia de um corpo. Em diversas das Epístolas neotestamentárias somos informados que a Igreja é o "corpo de Cristo". O clássico exemplo, sem dúvida, está em 1 Coríntios, capítulo 12, mas o encontramos também em Romanos, capítulo 12, em Efésios, capítulo 4, e noutros lugares.

Outro quadro é o da Igreja como um templo ou como um edifício, onde o apóstolo se compara com um sábio construtor (1 Cor. 3:10). Em Efésios 2:20 ele fala da Igreja sendo edificada sobre o fundamento dos apóstolos e profetas; portanto ele pensa nela ali como um edifício que está sendo erigido.

Em Efésios., capítulo 5, Paulo se refere à Igreja como a noiva de Cristo., e essa imagem reaparece no livro do Apocalipse.

Ainda outro conceito é aquele de um império. Em Efésios, capítulo 2, Paulo fala de nós como "concidadãos dos santos e da família de Deus" (v.19). Essa.» obviamente, foi uma analogia que de repente surgiu na mente do apóstolo. Provavelmente já fosse um prisioneiro em Roma no tempo em que escreveu essa Epístola,, e estivesse pensando nesse admirável Império Romano. Ele sentia que havia algo no Império que era análogo à Igreja., com todas as partes dispersas e ainda com uma unidade central.

Fazendo uso de outro termo, podemos falar, como se tem feito ao longo de todos os séculos., da "Igreja militante" e da "Igreja triunfante" (a Igreja terrena está lutando por sua vida, pela doutrina e por cada elemento) a Igreja que se encontra além do véu, jubilosa e triunfante. Tomem, por exemplo, a grandiosa forma na qual isso é expresso em Hebreus 12:22-24.

E assim, tomando todas essas idéias juntas, que conclusão tiramos? Obviamente, a Igreja é espiritual e invisível. Todos os exemplos que tenho lhes apresentado da palavra empregada no singular pressupõem algo que não pode ser visto, mas que possui uma realidade como entidade espiritual. Ao mesmo tempo, porém, a Igreja é também visível e pode ser vista externamente e pode ser descrita como existindo em Corinto, em Roma ou em algum outro lugar particular. É muito importante que tenhamos em mente essas duas coisas. O invisível tem suas manifestações locais.

Matérias tiradas do site:   http://irmaosembarueri.blogspot.com/

                  Bom alimento esse Blog do irmão Levi Cândido

Parintins Livre  

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Amor e Aflição - C.H.Spurgeon

Nosso Senhor Jesus Cristo se tornou a completa alegria e consolação de seu povo, quando submergiu nas profundezas do sofrimento. Vejam o homem no jardim do Getsêmani. Contemplem o coração dEle, tão repleto de amor, que Ele mesmo não podia retê-lo, e tão repleto de aflição, que Ele tinha de encontrar uma forma de desabafo. Vejam o suor sangrento, enquanto ele cai no chão. Contemplem o homem, enquanto os soldados pregam os cravos nas mãos e nos pés dEle.

Olhem, pecadores arrependidos, e vejam a triste imagem do Salvador em sofrimento. As gotas de sangue permanecem na coroa de espinhos e adornam o diadema do Rei com jóias de valor incalculável. Vejam o homem, quando todos os seus ossos estão desarticulados e Ele está se derramando, como água, e sendo trazido à morte. Deus O abandonou, e o inferno O cercou.

Contemplem e verifiquem: jamais houve alguma aflição semelhante à dEle? Aproximem-se e admirem o espetáculo — singular, sem igual, uma maravilha para os homens e para os anjos. Fixem os olhos nEle, pois, se não existe consolação no Cristo crucificado, não existe nenhum regozijo na terra ou no céu. Se o preço de resgate do sangue de Cristo não oferece qualquer esperança, não pode haver qualquer gozo em seu coração. Quando nos assentamos aos pés da cruz, ficamos menos perturbados com nossas dúvidas e temores.

Quando vemos os sofrimentos do Senhor Jesus, nos sentimos envergonhados de mencionar os nossos próprios sofrimentos. Precisamos tão-somente fixar nossos olhos em suas feridas, para que as nossas sejam curadas. Se vivermos em retidão, isso acontecerá por meio da contemplação da morte de Cristo. Se formos elevados à dignidade, isso ocorrerá por considerarmos a humilhação e as aflições de Cristo.

C.H.Spurgeon

Parintins Livre 
 

A Mesa do Senhor

Rios de sangue foram derramados tanto por mãos protestantes como católicas por causa de intrincadas doutrinas relacionadas à Ceia do Senhor. A Ceia do Senhor, uma vez preciosa e viva, chegou a ser o centro do debate teológico por muitos séculos. Tragicamente, esta se moveu de um quadro dramático e concreto do corpo e do sangue de Cristo para um exercício intelectual abstrato e metafísico.
Não vamos nos ater aqui às minúcias teológicas que cercam a Ceia do Senhor. Mas protestantes (como católicos) não praticam a Ceia do modo como era no século I. Para os primeiros cristãos, a Ceia do Senhor era uma refeição festiva. Hoje, a tradição forçou-nos a tomar a Ceia com um dedalzinho com suco de uva e um pedacinho de pão ou biscoito sem gosto. Toma-se a Ceia em um ambiente de penumbra e morte. Pedem que recordemos os horrores da morte de Nosso Senhor e reflitamos sobre nossos pecados.
Além disso, a tradição nos ensina que tomar a Ceia pode ser uma coisa perigosa. Portanto, a  maioria da moderna cristandade nunca a tomaria sem a presença de um clérigo. Todos estes elementos eram desconhecidos entre os primeiros cristãos. Para eles, a Ceia do Senhor era uma ceia comunal. O humor era de celebração e gozo. E não havia nenhum clérigo na direção. A Santa Ceia, essencialmente, era um banquete cristão.  
Truncando a Ceia  
Quando acabou a ceia completa, ficando apenas o pão e o cálice? Durante o século I e a primeira parte do II, os primeiros cristãos descreviam a Santa Ceia como a “festa do amor”. Naquele tempo eles tomavam o pão e o cálice dentro do contexto de uma ceia festiva. Mas por volta do tempo de Tertuliano (160-225), houve um início de separação do pão e do cálice da Ceia. Pelo fim do século II, a separação foi completa. Alguns eruditos têm arrazoado que os cristãos eliminaram a ceia porque eles não queriam que a Eucaristia fosse profanada pela participação de incrédulos. Em parte isso pode ser verdade. Mas é mais provável que a crescente influência do ritual religioso pagão removeu o gostoso ambiente  Nas palavras de H. Ellerbe, “Ensinaram-me a conceber a história do Cristianismo como uma história de espiritualidade, emanada de Cristo, que brilhou pelos séculos como luz na escuridão. Mas percebi que tal Cristianismo tem em si mesmo um lado escuro, e que a história do Cristianismo é ao mesmo tempo uma ladainha de crueldade e um legado de caridade”.
Senhor ou ao pão da Eucaristia. A palavra “corpo” tinha sido evacuada de seu outro significado: A igreja. Por conseguinte, a Ceia do Senhor distanciou-se bastante da idéia da Igreja reunindo-se para celebrar o partir do pão. A mudança de vocabulário refletia esta prática. A Eucaristia não tinha nada a ver com a Igreja, mas chegou a ser vista como “sagrada” em si mesma — mesmo quando colocada na mesa. Envolvida em uma mística religiosa. Vista com assombro. Tomada pelo sacerdote com uma sombria disposição. Completamente divorciada da natureza comunal da ekklesia.
Todos estes fatores deram apoio à doutrina da transubstanciação. No século IV, explicitou-se a crença de que o pão e o vinho se transformavam em corpo e em sangue real do Senhor. A transubstanciação foi, portanto, a doutrina que explicava teologicamente como essa mudança
ocorria. (Esta doutrina funcionou do século XI ao XIII). A doutrina da transubstanciação trouxe consigo um sentimento de medo em torno dos elementos. O temor foi tão intenso que o povo de Deus vacilava aproximar-se dos elementos.
Acreditava-se que quando as palavras da Eucaristia eram ditas, o pão literalmente virava Deus. Tudo isto converteu a Ceia do Senhor em um ritual sagrado levado a cabo por gente sagrada, bem distante das mãos do povo de Deus. Isto ficou tão fixo na mentalidade medieval que o pão e o cálice viraram “oferenda” até mesmo para alguns dos reformadores. Mesmo descartando a noção católica da Ceia do Senhor enquanto sacrifício, os modernos cristãos protestantes continuaram abraçando a prática católica da Ceia. Observe qualquer Ceia do Senhor (muitas vezes chamada de “Santa Comunhão”) em qualquer igreja protestante e você verá o seguinte:
A Ceia do Senhor composta por um biscoitinho (ou pedacinho de pão) e um dedalzinho de suco de uva (ou vinho) em nada se assemelha a uma ceia de verdade, o mesmo ocorre na Igreja Católica.
O humor é sombrio e taciturno. Como na Igreja Católica. O pastor diz à congregação que cada um tem que se examinar com respeito ao pecado antes de participar dos elementos. Uma prática que veio de João Calvino.
Como o sacerdote católico, muitos pastores ministram a ceia e recitam as palavras da instituição: “Este é o meu corpo” antes de distribuir os elementos à congregação.  Da mesma
forma que a Igreja Católica.
Com apenas algumas poucas mudanças, tudo isso vem do catolicismo medieval. Que visão né!!

    A Origem das Práticas
de Nossa Igreja Moderna
       Frank A. Viola
Irmãos de Parintins:

Aos amados irmãos de Parintins:

A reunião da Mesa do Senhor ( A Ceia ), será nesta sexta feira feriado na casa do casal Luiz e Vânia e começará as 10:00 hs e terá seu termino as 18:00 hs, contrariando as princípios sacerdotais da Ig. Romana, herdada pelos Cristãos modernos do século XX e praticados até hoje. 



Partiam o pão de casa em casa e tomavam suas refeições comj alegria e sigeleza de coração. Louvando a Deus e contando com a simpatia do povo, e assim o Senhor ia acrescentando dia a dia os que iam sendo salvo, para sua gloria.
Palavras de Lucas em At 2: 46 e 47 

Parintins livre      

terça-feira, 19 de abril de 2011

George Müller

"Aprouve ao Senhor ensinar-me uma verdade, que tem beneficiado a minha vida por mais de catorze anos. É o seguinte: percebi, muito mais claramente do que antes, que o assunto mais importante e mais urgente com que tenho de me ocupar a cada dia é conservar a minha alma muito feliz no Senhor. A primeira coisa com que devo me preocupar não é tanto o quanto eu posso servir ao Senhor, mas o quanto eu posso colocar a minha alma num estado de felicidade no Senhor e alimentar o meu homem interior.

Eu poderia procurar servir ao Senhor pregando a verdade aos incrédulos; poderia procurar beneficiar os crentes; poderia cuidar de aliviar os oprimidos. Poderia ainda procurar proceder de tal maneira a me comportar como um filho de Deus neste mundo, e contudo, por não estar feliz no Senhor e não ser alimentado e nutrido no meu homem interior dia a dia, tudo isto poderia não ser praticado corretamente, ou no espírito certo.

Até então a minha prática tinha sido, por pelo menos dez anos antes disso, de habitualmente me entregar à oração logo depois de me vestir de manhã cedo. Agora eu vejo que a coisa mais importante que eu deveria fazer era me entregar à leitura da Palavra de Deus, e nela meditar, de tal maneira que o meu coração pudesse ser confortado, encorajado, aquecido, reprovado, instruído. Percebi que assim, através da Palavra de Deus, enquanto meditava nela, o meu coração poderia ser levado a uma experiência de comunhão com o Senhor.

Comecei, a partir de então, a meditar no texto do Novo Testamento desde o começo, cedo de manhã. A primeira coisa que eu fiz, depois de pedir em poucas palavras a bênção do Senhor sobre a Sua preciosa Palavra, foi começar a meditar na Palavra de Deus, pesquisando em cada versículo para obter dele uma bênção, não para exercitar o ministério público da Palavra, não para pregar sobre aquilo que eu estava meditando, mas para obter alimento para a minha própria alma.

Descobri que, como resultado disso, invariavelmente logo depois de alguns minutos a minha alma era levada à confissão, ou à ação de graças, ou à intercessão, ou à súplica; de tal modo que, embora eu não tivesse inicialmente me dedicado à oração e sim à meditação, contudo eu era levado quase imediatamente de um jeito ou de outro à oração.

Então, quando eu terminava com a minha súplica, ou intercessão, ou ação de graças ou confissão, eu continuava para os outros versículos, e novamente mergulhava na oração por mim mesmo ou pelos outros, de acordo com o que me guiava a Palavra, mas ainda mantendo diante de mim aquele objetivo da minha meditação, o de obter alimento para a minha alma.

A diferença, então, entre a minha prática anterior e esta atual é isto: antes, quando eu me levantava, eu começava a orar o mais cedo possível, e geralmente gastava quase todo o meu tempo até o café da manhã em oração, ou até todo o tempo. Em todas as ocasiões eu quase invariavelmente começava com oração, a não ser quando eu sentia a minha alma desnutrida, estéril, casos em que eu lia a Palavra de Deus para alimento, ou para refrigério, ou para renovação ou reavivamento do meu homem interior, antes de me entregar à oração propriamente dita.

Mas qual era o resultado disto? Geralmente eu ficava de joelhos quinze minutos, ou meia hora, ou até uma hora, antes de alcançar a consciência de estar recebendo conforto, encorajamento, humildade de espírito, etc., e muitas vezes, depois de ter sofrido com a divagação da minha mente pelos primeiros dez minutos, ou quinze, ou até mesmo meia hora, e então somente aí é que eu começava realmente a orar.

Raramente me acontece isto agora. Com o meu coração alimentado pela verdade, experimentando uma comunhão real com Deus, eu falo com o meu Pai e com meu Amigo (por mais vil que eu seja e indigno disto) acerca das coisas que Ele me trouxe na Sua preciosa Palavra. Muitas vezes eu me admiro agora de que não tenha percebido isto antes".

Autor: George Müller

segunda-feira, 18 de abril de 2011

MUITA EMOÇÃO NA VILA AMAZÔNIA

O JOGO DA SEMANA

Um dos maiores clássicos do futebol mundial aconteceu ontem na Vila Amazônia entre os times dos Bons Soldados e os Atletas Coroados.

Os Atletas Coroados saíram na frente e chegaram a abrir 10 a 6 nos Bons Soldados, mais  proximo do termino da partida  os BS conseguiram empatar o jogo, levando  para a prorrogação. Foi emocionante
Prorrogação de 15 Minutos

Após o dramático  empate entre  AC e BS,  houve a necessidade de prorrogação de 15 minutos para ver quem sairia com a vitoria. Com muita competência e tranquilidade os BS fizeram 3 a 0 nos AC que mais uma vez viu sua equipe ser derrotada pelos BS. Aguardem as próximas partidas entre AC e BS nas próximas viagem dos irmãos em Parintins. 
FIM DE JOGO 

BONS      SOLDADOS     13 
ATLETAS COROADOS  10


JESUS CRISTO É O NOSSO SENHOR

IRMÃOS DE PARINTINS

AGORA É SÓ ALEGRIA...OBRIGADO SENHOR JESUS

A REUNIÃO DA MESA DO SENHOR

Foi algo fora do comum o que o Senhor fez ontem em nosso meio. A reunião da mesa do Senhor começou dentro de um pequeno barco as 10:00 hs e teve seu momento final só as 15:40 hs.  Foi tremendo muita comunhão. e palavras, mais de 20 hinos, e muita alegria entre os irmãos na Vila Amazônia na casa do casal da Cristã Evangélica Lurdete e Claudinho que nos receberam de braços abertos em sua casa maravilhosa na vila. 


Ontem dia 17 de Abril, mais de 40 irmãos  foram a Vila Amazônia comemorar o Senhor Jesus, muita palavra e muita felicidade que culminou com uma partida de futebol entre os Atletas Coroados e Bons Soldados.

Placa do Jogo  AC 10  X  13 BS
A IGREJA É APENAS O PRÓPRIO CRISTO

Todos nós sabemos que todo aquele que crer em Cristo e os recebem em suas vidas   torna -  se filhos de Deus e parte do Corpo de Cristo...Isso é Maravilhoso.
 Nada de Leis Humanas

A mesa não é uma ceremônia e nem um ritual,  ela é  uma realidade que era vivida por Cristo e por seus discípulos com muita simplicidade alegria e singeleza de coração. 
Chega de normas, regras modelitos humanos, padrão e etc,  vamos deixar Cristo viver em nós com liberdade de expressão. Amém 
De volta ao lar

As 18:00 hs voltamos para a sede da cidade chegando na escadaria da Francesa as 18:38, viagem tranquila e alegre, os irmãos e irmãs não paravam de cantar louvores a Deus.

CONHEÇA O SENHOR NA SUA VIDA HOJE 
ELE NOS AMA QUER NOS ABENÇOAR

sábado, 16 de abril de 2011

AS IGREJAS NÃO PRECISAM DE MONUMENTOS

CADA UM VEJA COMO EDIFICA A CASA











 AGORA VAI!!! RUMO AO REINO


REUNIÕES SEMELHANTES EM VARIOS LUGARES

OS APOSTOLOS SÃO PARA EXPANDIR CRISTO SÓ CRISTO

A idéia mais genérica é que os apóstolos, Paulo em particular, criam que eles foram chamados para ir e formar igrejas por todo o mundo, que quando eles entravam numa província, ou numa cidade, o pensamento deles era o de formar lá uma igreja local. Iremos procurar em vão por alguma ordem do Senhor, ou intimação vinda dos apóstolos de que este era o objetivo deles. O que eles sabiam ser seu negócio era trazer Cristo por onde quer que eles fossem. Se Cristo fosse rejeitado, não havia igreja. Se Cristo fosse aceito, aquelas pessoas que O aceitaram se tornavam um instrumento de Cristo naquele lugar. A única concepção de igreja em todo lugar não é uma representação da religião cristã, mas uma corporificação de Cristo. Onde quer que isso ocorra, mesmo que sejam duas ou três pessoas reunidas em Seu nome, lá Jesus está. É a presença de Cristo que constitui uma igreja, e é o aumento e a conformidade a Cristo que é o crescimento de uma igreja. No livro de Apocalipse, o Senhor não hesita em falar da remoção de um castiçal, caso cesse a sua função essencial, embora muita da forma e da atividade cristã ainda possa estar presente. A função essencial e o critério final é a presença de Cristo. A presença do Senhor sempre foi o fator determinante nos valores eternos. É a função suprema de o Espírito Santo trazer Cristo para dentro de todas as coisas, e todas as coisas para dentro de Cristo.
Igrejas, como tais, são apenas meios, e, como coisas terrenas, elas passarão com o tempo. O que é de Cristo dentro e através dos meios será reunido numa forma especial dentro da grande igreja universal que Cristo irá apresentar a Si mesmo _ ‘uma igreja gloriosa’.

Tirado do Facebook do irmãos JOABE DA SILVA CEZÁRIO

quinta-feira, 14 de abril de 2011

A Grande Tribulação http://abibliaeohomem.blogspot.com/


A GRANDE TRIBULAÇÃO


A grande tribulação é um assunto muito grande pra se falar, então, falarei mas sobre a grande tribulação em uma outra matéria. Mas vamos saber, o que é essa grande tribulação. 
 
A grande tribulação durará três anos e meio.

Aqueles santos de Deus, que creram, mas não se entregaram totalmente a Deus, e nem fizeram sua vontade, e aqueles que nem em Deus crêem, e não dão testemunho de Jesus, passarão por esta grande tribulação, dentro dela várias coisas acontecerão, grandes terremotos, saraiva, trevas, morte, em muitas outras coisas haverão de acontecer aqui na terra nesta Grande Tribulação, para assim provar os que estiverem sobre a terra.

Assim Deus julgará, a terra e todos em que nela estão, até que se cumpram três anos e meio, ele venha restaurá todas as coisas, da terra, e julgar as nações, uma por uma segundo as suas obras, aí virá o seu reino, e depois a nova jerusalém.(Apocalipse 20)

Assim será o reino do Anticristo, e do falso profeta, sobre os que habitam sobre a terra.
  
Parintins

A Igreja

Precisamos da Luz de Cristo

Igreja não é templo, não é sinagoga, não é mesquita 

Não é o santuário onde os fiéis se reúnem para cultuar a Deus. Igreja é gente, e não lugar. É a assembléia de pecadores perdoados; de incrédulos que se tornam crentes; de pessoas espiritualmente mortas que são espiritualmente ressuscitadas; de apáticos que passam a ter sede do Deus vivo; de soberbos que se fazem humildes; de desgarrados que voltam ao aprisco.
Igreja é mistura de raças diferentes, distâncias diferentes, línguas diferentes, cores diferentes, nacionalidades diferentes, culturas diferentes, níveis diferentes, temperamentos diferentes. A única coisa não diferente na Igreja é a fé em Jesus Cristo.
A Igreja não é igreja ocidental nem igreja oriental. Não é Igreja Católica Romana nem igreja protestante. Não é igreja tradicional nem igreja pentecostal. Não é igreja liberal nem igreja conservadora. Não é igreja fundamentalista nem igreja evangelical. A Igreja não é Igreja Adventista, Igreja Anglicana, Igreja Assembléia de Deus, Igreja Batista, Igreja Congregacional, Igreja Deus é Amor, Igreja Episcopal, Igreja Holiness, Igreja Luterana, Igreja Maranata, Igreja Menonita, Igreja Metodista, Igreja Morávia, Igreja Nazarena, Igreja Presbiteriana, Igreja Quadrangular, Igreja Reformada, Igreja Renascer em Cristo nem igrejas sem nome.
A Igreja é católica (universal), mas não é romana. É universal (católica) mas não é a Universal do Reino de Deus. A igreja é local, mas não é a igreja local de W. Lee ou de W. Nee. É de Jesus Cristo, mas não dos Santos dos Últimos Dias. Porque é universal, não é igreja armênia, igreja búlgara, igreja copta, igreja etíope, igreja grega, igreja russa nem igreja sérvia. Porque é de Jesus Cristo, não é de Simão Pedro, não é de Miguel Cerulário, não é de Martinho Lutero, não é de Simão Kimbangu, não é de Sun Myung Moon, não é de João Paulo II. 
Em todo o mundo e em toda a história, a única pessoa que pode chamar de minha a Igreja é o Senhor Jesus Cristo. Ele declarou a Cefas: “Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja” (Mt 16.18).
Não há nada mais inescrutável e fantástico do que a Igreja de Jesus Cristo. Ela é o mais antigo, o mais universal, o mais antidiscriminatório, o mais inexpugnável e o mais misterioso de todos os agrupamentos. Dela fazem parte os que ainda vivem (igreja militante) e os que já se foram (igreja triunfante). Seus membros estão entrelaçados, mesmo que, por enquanto, não se conheçam plenamente. Todos igualmente são “concidadãos dos santos” (Ef 2.19), “co-herdeiros com Cristo” (Ef 3.6; Rm 8.17) e “co-participantes das promessas” (Ef 3.6). Eles são nada menos e nada mais do que a Família de Deus (Ef 2.19; 3.15). Ali, ninguém é corpo estranho, ninguém é estrangeiro, ninguém é de fora. É por isso que, na consumação do século, “eles serão povos de Deus e Deus mesmo estará com eles” (Ap 21.3).
A Igreja de Jesus, também chamada Igreja de Deus (1 Co 1.2; 10.22; 11.22; 15.9; 1 Tm 3.5 e 15), Rebanho de Deus (1 Pe 5.2), Corpo de Cristo (1 Co 12.27) e Noiva de Cristo (Ap 21.2), tem como Esposo (Ap 21.9), Cabeça (Cl 1.18) e Pastor (Hb 13.20) o próprio Jesus.


Extraído do Blog:
http://antipasbrasil.blogspot.com/

domingo, 10 de abril de 2011

Matérias do http://abibliaeohomem.blogspot.com/

As Visões de Daniel:

As visões de Daniel são sem duvidas uma das mais interessantes revelações da bíblia no que diz respeito a vinda do Senhor e o governo humano.
A morada de Lúcifer hoje:

Lúcifer andava com Deus, mais pelo seu orgulho e pelo seu comércio caiu caiu e foi morar nos ares da terra juntos com seus anjos caídos e rebeldes
A terra sofreu os danos pela queda de Lúcifer e seus seguidores:

A terra já havia sido subjugada pelas águas de morte pelo Senhor Deus antes da criação de Adão na terra a segunda vez foi com Noé









Vejam o Blog: 


sábado, 9 de abril de 2011

Sexta festiva em Parintins; Jesus estava la

Historia de criança

Uma historia que começou há quatro anos atrás com uma brincadeira de criança agora vira realidade para dois jovens da igreja. Júnior Novo, 20 anos e Raynara Novo 18 anos ontem no cartório do 1º Oficio selaram seus sonhos de casamento perante a lei dos homens

Obrigado Marquinho (chefe do cartório)  pelo apoio dado a nós.
Esse casal pode dar o que falar:

O Casal Júnior e Raynara relataram que seus interesses são servir mais e mais o Senhor Jesus de maneira pura e genuína, por isso já foi dado o 1º passo o casamento.

Amém
A festa continua:

Ontem no local de reunião dos irmãos houve uma linda festa de casamento em homenagem ao casal Júnior e Raynara e é claro que Ele estava presente na festa para fazer milagres!! Jesus Cristo O Senhor, somos gratos a ti meu Deus
Esse momento é inesquecivel:

Para muitos esse momento é comum mais para alguns esse momento é estratégico para o evangelho de Deus, agora legalizados diante dos homens Júnior e Raynara vão avançar mais e mais.

Amem

Nossas estímas em Cristo:

Os irmãos de Parintins ontem se alegraram diante do emocionante casamento de Junior e Raynara que ocorreu no local de reunião dos irmão, nós só temos a agradecer pela misericórdia  do Senhor em nossas vidas: Junior e  Raynara sejam felizes e dêem testemunho do Senhor por ai a fora para vergonha do inimigo e a glória de Deus.

Amém

Casamentos em Parintins

Festa  nos casamentos realizados nesta sexta feira
                                                                                Junior e Raynara Novo agora são casados 
    Junior e Raynara e as testemunhas Luiz e Vânia
 
                                                                                 Casal Novo de Parintins
    Valeu que Deus os protejam até o fim 

Graças a Deus que por meio de muita misericórdia o casal Junior Novo e Raynara Novo, ontem fizeram a sua parte diante dos homens para testemunhar a todos que sua união é para Cristo e a Igreja, Que Deus possa lhes abençoar com toda sorte de benção em Cristo  

Parintins Feliz

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Blog a biblia e o homem é destaque nos EUA

Seres pré Adâmicos semelhantes ao homem mais não são homens
Animais ou criaturas pré Adâmicas


Esses dias visitamos um blog de um menino de 14 anos que estuda a bíblia e produz matérias sensacionais sobre a era pré adâmica e o livros de Daniel e Apocalipse. Nossa que visão. Acessem esse blog ai e vejam que interessante as suas matérias, aqui nos tornamos seguidores desse blog, que massa.
Fizemos uma pesquisa nesse blog e vimos dezenas de acessos no EUA e um de seus seguidores promove esse blog por la, que interessante né!! 


http://abibliaeohomem.blogspot.com/

Parintins Livre

segunda-feira, 4 de abril de 2011

A Luta continua e Cristo é o Capitão da Salvação

Viva a Cristo, Viva a Jesus, Viva a liberdade no Espírito Amém 

Senhor nós te amamos e jamais te deixaremos, nada nos separá do amor de Cristo, podem mandar que Cristo segurará as pontas
Vocês pensam que acabou tudo...hahaha que nada começou tudo novo, vida nova, ânimos novos e a expansão continua.
Nesse final de semana reunião da mesa do Senhor na Vila Amazônia com os 3 casais que moram lá. Há ate la a religião tentou nos denegrir mais Cristo e a Igreja são maior que qualquer coisinha de criança, viva ao nosso Ungido O Cristo.
Quem tem sede de palavra e de vida venha e beba da agua viva e coma do pão vivo que é Jesus o Senhor nosso e deles também..Não somos exclusivista mais  
A Famosa Kombosa de Parintins avisa:
Sempre há um lugar para mais um você! Nesse final de semana reuniões ricas em palavra entramos no livro de João o Verbo da Vida que estava no principio e continuará até o fim pela consumação dos séculos Amém.
Mais de 30 trinta irmãos participaram das reuniões de final de semana ( casa cheia para quem recebeu bombardeio dos homens. Isso só prova que o Senhor é maior do que imaginamos, que Cristo nos abençoe nesse novo começo sem mistura de café com leite, café só o do  irmão Luiz na reunião de oração. Amém   
 
Os irmãos agradecem as orações de todos 
Vem quem tem sede Vem e beba da agua viva a jorrar.

sábado, 2 de abril de 2011

Parintins livre

LANCHA LOTADA RUMO A VILA AMAZÔNIA
JOGO DOS GALATICOS
AS MADAMES ANTONIA, ALZIRA E PRISCILA
QUE MESA MARAVILHOSA FOI ESSA!!
AQUI TEM COMIDA, VEM QUE TEM

Nota aos amados:

Ainda há remanescente por aqui louvado seja Deus mesmo com tanta dificuldade e problemas o Senhor tem dado um novo começo a todos nós, um começo sem homem, sem exaltação a ninguém e sem liderança autoritarista. 
Hoje existe varias maneiras de se pregar o evangelho, algumas dessas maneiras são aceitadas pelo Senhor outras delas são abomináveis a Ele. Visitar uma pessoa para falar mal de outra visando ganha - la para o seu grupo isso é o ultimo estagio da degradação e jamais pode ser chamado de comunhão e sim de contradição.
Só podemos falar de amor quando  amamos aos irmão ate mesmos aqueles que em nossa visão são emprestáveis pois o Senhor morreu por eles (nós) também, alias o Senhor não morreu só pelos tais lideres impecáveis, mais morreu principalmente pelos pecadores, adúlteros, assassinos, rebeldes, loucos e muitos mais quando arrependido. Amamos ao Senhor e é isso que importa, se não querem reunir ou se agregar a qualquer lugar cristão por favor deixe a vida dos demais irmãos em paz isso vai provar que vocês  amam o Senhor. Não faça nada para maltratar ou maldizer qualquer irmão seja ele quem for na sua concepção, todos nós como cidadão brasileiro temos liberdade de ir e vir então não se torne dono de ninguém há não ser que seja de sua família ai sim temos direito como cabeça da família de exigir algo.Lamentamos e choramos pelos que saíram, mais a porta sempre estará aberta, tanto para os que saem  como para os que vão entrar. Viva a Vida de Deus 

De Deus não se zomba e nem se faz brinquedo, Ele Era, É e sempre será!!! 

Entramos no livro de João que maravilha o Verbo de Deus É

Amém Irmãos de Parintins